sábado, 20 de dezembro de 2014

Porque hoje é sábado




Vossos corações conhecem, em silêncio, os segredos dos dias e das noites.
Mas vossos ouvidos têm sede de ouvir o saber de vossos corações.
Desejais conhecer, em palavras, o que sempre soubestes em pensamento.
Desejais tocar, com vossos dedos, o corpo desnudo de vossos sonhos.
E é bom que assim seja.
A fonte oculta de vossa alma precisa brotar e correr, murmurante, até o mar.
E assim seria revelado aos vossos olhos o tesouro de vossas profundezas infinitas.
Mas que não haja medida para vosso tesouro desconhecido;
E não deveis sonar as profundezas de vosso conhecimento com cajado e bordão.
Pois o Eu é um oceano imensurável e sem fronteiras.
Não dizei: " Encontrei a verdade", mas sim: " Encontrei uma verdade."
Não dizei:" Encontrei o caminho da alma." Dizei: " Encontrei a alma enquanto seguia meu caminho."
Pois a alma segue todos os caminhos.
A alma não caminha sobre uma linha, nem cresce como junco.
A alma desdobra-se, como um lótus de inúmeras pétalas.

(Khalil Gibran)

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Coisas d'alma



Volta, então, voa para casa,
Com as plumas abertas de tuas asas,
Abandona agora teu cárcere.
Troca teu poço estagnado
Pela torrente da Água da Vida.
Sai do átrio para o lugar de honra da alma.
Segue em frente, que também estamos indo
Do mundo do exílio para o mundo da união.
(Rumi)

Dez passos para se amar



1. Parem com toda a crítica - A crítica nunca muda coisa alguma. Recusem criticar-se. Aceitem-se exatamente como vocês são. Todos mudam. Quando vocês se criticam, suas mudanças são negativas. Quando se aprovam, suas mudanças são positivas.

2. Não se alarmem - Parem de se aterrorizar com seus pensamentos. Encontrem uma imagem mental que lhes dê prazer e imediatamente desviem os seus pensamentos para algo agradável.

3. Sejam gentis, bondosos e pacientes - tratem-se com paciência, gentileza e bondade. Tratem-se como fariam com alguém a quem amassem.

4. Sejam gentis com sua mente - Odiar-se é somente odiar os seus próprios pensamentos. Mudem gentilmente os seus pensamentos para pensamentos mais amorosos.

5. Elogiem-se - A autocrítica deprime o espírito interior. A exaltação o edifica. Afirmem a vocês mesmos como é apropriado o que estão fazendo com tudo.

6. Apoiem-se - Aproximem-se dos amigos e permitam com que eles os ajudem. Ser forte é pedir por ajuda quando mais precisam.

7. Sejam amorosos com seus pontos negativos - Reconheçam que os criaram para satisfazer uma necessidade. Agora estão encontrando novas maneiras positivas de preencherem estas necessidades. Liberem os velhos padrões.

8. Cuidem do seu corpo - Aprendam sobre nutrição. O que o seu corpo necessita para ter a energia e a vitalidade ideal? Aprendam sobre exercícios. Estimem o templo em que vocês vivem.

9. Trabalho do Espelho - Olhem dentro dos seus olhos frequentemente. Expressem o sentido crescente do amor que sentem por vocês mesmos. Perdoem-se por tudo, enquanto se fitam no espelho. Uma vez ao dia digam, "Eu amo você" para vocês mesmos no espelho.

10. Façam-no Agora - Não esperem até que vocês fiquem bem, percam peso ou recebam um novo emprego. Comecem agora, façam o melhor que puderem.

(Louise Hay)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Coisas d'alma




Duas pessoas com o mesmo grau de paz não precisam falar da melodia que define as suas horas.
Essa melodia é o que elas têm de comum entre si e por si.
Existe entre elas algo como um altar ardente, e elas aproximam-se da chama sagrada respeitosamente com as suas raras sílabas.
(Rainer Maria Rilke)

Pensamentos daqui e dali



Cada pessoa brilha com luz própria, entre todas as outras. 
Existem fogos grandes e fogos pequenos, e fogos de todas as cores. Existe gente de fogo sereno, que nem fica sabendo do vento, e existe gente de fogo louco, que enche o ar de faíscas. Alguns fogos, fogos bobos, não iluminam nem queimam.
Mas outros, outros ardem a vida com tanta vontade que não se pode olhá-los sem pestanejar, e quem se aproxima se incendeia.
(Eduardo Galeano)

Contando um conto




Dizem que existia no céu uma estrelinha tão apaixonada pelo Sol que era a primeira a aparecer de tardinha, antes que ele se escondesse.
E toda vez que o Sol se punha ela chorava lágrimas de chuva.
A Lua falava com a estrelinha que assim não podia ser.
Que a estrela nasceu para brilhar à noite e que não tinha sentido esse amor.
Mas a estrelinha amava cada raio de sol como se fosse a única luz de sua vida.
Esquecia até sua própria luzinha.
Um dia ela foi falar com o Rei dos Ventos para pedir a sua ajuda, pois queria ficar olhando o Sol, sentindo o seu calor eternamente.
O Rei dos Ventos disse que seu sonho era impossível, a não ser que ela abandonasse o céu e fosse morar na Terra, deixando de ser estrela.
A estrelinha não pensou duas vezes: virou uma estrela cadente e caiu na Terra em forma de semente.
O Rei dos Ventos plantou esta sementinha com muito carinho e regou com as mais lindas chuvas.
A sementinha virou planta.
As suas pétalas foram se abrindo, girando devagarinho, seguindo o giro do Sol no Céu.
É por isso que os girassóis até hoje explodem seu amor em lindas pétalas amarelas.