terça-feira, 17 de janeiro de 2017

O tempo...



Mestre, que dizes do tempo?
E Ele respondeu: Gostaríeis de medir o tempo, o ilimitado e o incomensurável. Gostaríeis de ajustar vosso comportamento e mesmo de reger o curso de vossas almas de acordo com as horas e as estações.
Do tempo, gostaríeis de fazer um rio, na margem do qual vos sentaríeis para observar correr as águas. Contudo, o que em vós escapa ao tempo, sabe que a vida também escapa ao tempo e sabe que ontem é apenas a recordação de hoje e amanhã o sonho de hoje. E que aquilo que canta e medita em vós continua a morar dentro daquele primeiro momento em que as estrelas foram semeadas no espaço.
Quem dentre vós não sente que seu poder de amar é ilimitado?
E, contudo, quem não sente esse amor, embora ilimitado, circunscrito dentro do seu próprio ser, e não se movendo de um pensamento amoroso a outro, e de uma ação amorosa a outra?
E não é o tempo, exatamente como o amor, indizível e insondável?
Se, todavia, deveis dividir o tempo em estações, que cada estação envolva todas as outras estações.
E que vosso presente abrace o passado com nostalgia e o futuro com ânsia e carinho.
(Gibran)

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Para sempre




Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
— mistério profundo —
de tirá-la um dia?
Fosse eu rei do mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
(Carlos Drummond de Andrade)

Luz da semana




O que as palavras não podem comunicar o amor pode. 
Amor é a única linguagem comum a todos os seres vivos na Terra, sejam humanos, animais ou outros. Ele não conhece fronteiras de raças, países, religiões ou cor. O amor é a primeira linguagem que entendemos desde o dia em que nascemos. 
O que é comunicado através do amor é sempre verdadeiro e puro porque ele apenas sabe dar e compartilhar. Amor é a vibração pura que flui de um ser a outro.

(Brahma Kumaris)

domingo, 15 de janeiro de 2017

Pensamentos daqui e dali



No fim tu hás de ver que as coisas mais leves
são as únicas que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento.
(Mario Quintana)

Para aquecer o coração

sábado, 14 de janeiro de 2017

Porque hoje é sábado



Feliz dia para quem é
O igual do dia,
E no exterior azul que vê
Simples confia!
Azul do céu faz pena a quem
Não pode ser
Na alma um azul do céu também
Com que viver
Ah, e se o verde com que estão
Os montes quedos
Pudesse haver no coração
E em seus segredos!
Mas vejo quem devia estar
Igual do dia
Insciente e sem querer passar.
Ah, a ironia
De só sentir a terra e o céu
Tão belo ser
Quem de si sente que perdeu
A alma p’ra os ter!
(Fernando Pessoa)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Que seja doce...



As melhores coisas da vida estão próximas: a respiração nas narinas, a luz nos olhos, as flores a seus pés, os deveres à mão, o caminho da retidão bem à sua frente.
Então, não busque alcançar as estrelas, mas execute o trabalho comum da vida na medida em que ele acontece, com a certeza de que os deveres diários e o pão diário são as coisas mais doces da vida.
(Robert Louis Stevenson)