sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Pensamentos daqui e dali



Eu não sabia o que na madureza aprenderia:
que todas as coisas quando acabam são substituídas por outras,
que a vida não se reduz, mas cresce.
E é em tudo um milagre.
(Lya Luft)

Isto e aquilo



Uma alma nunca é pequena quando olha além de si.
Um coração nunca é duro, quando guarda carinho ao invés de rancor.
Uma mente nunca é pobre quando insiste em acreditar, que os dias serão melhores.
Que somos mais fortes a cada dia.
E, mesmo de mãos vazias, temos o poder de acarinhar.
E mesmo em um lar humilde, temos prazer de voltar pra casa.
E mesmo com amigos distantes, sabemos que estão conosco em pensamentos.
E mesmo quando um amor que se vai, nos deixa a certeza de que temos coração.
Pois tudo nesta vida é lição, é escada que nos leva acima ou abaixo, afinal, a escolha é nossa.
Cada minuto é grandioso, pois, não se repetirá jamais, portanto, amadurecer não é envelhecer e sim, descobrir que fazemos o nosso tempo, que é agora, pois o amanhã é mistério e o ontem se tornou lembrança.
(Desconheço autoria)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Contando um conto



Um jovem advogado foi indicado para inventariar os pertences de um senhor recém falecido. Segundo o relatório do seguro social, o idoso não tinha herdeiros ou parentes vivos. Suas posses eram muito simples. O apartamento alugado, um carro velho, móveis baratos e roupas puídas. 
Como alguém passa toda a vida e termina só com isso?, pensou o advogado. 
Anotou todos os dados e ia deixando a residência quando notou um porta-retratos sobre um criado mudo.
Na foto estava o velho morto. Ainda era jovem, sorridente, ao fundo um mar muito verde e uma praia repleta de coqueiros. À caneta escrito bem de leve no canto superior da imagem lia-se sul da Tailândia. Surpreso, o advogado abriu a gaveta do criado e encontrou um álbum repleto de fotografias. Lá estava o senhor, em diversos momentos da vida, em fotos em todo canto do mundo.
Em um tango na Argentina, na frente do Muro de Berlim, em um tuk tuk no Vietnã, sobre um camelo com as pirâmides ao fundo, tomando vinho em frente ao Coliseu, entre muitas outras. Na última página do álbum um mapa, quase todos os países do planeta marcados com um asterisco vermelho, indicando por onde o velho tinha passado. 
Escrito à mão no meio do Oceano Pacífico uma pequena poesia:
Não construí nada que me possam roubar.
Não há nada que eu possa perder.
Nada que eu possa tocar,
Nada que se possa vender.
Eu que decidi viajar,
Eu que escolhi conhecer,
Nada tenho a deixar
Porque aprendi a viver.
Abraço!
(Pedro Schmaus)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Coisas d'alma



Há pensamentos que são orações.
Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos.

(Victor Hugo)

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Coisas d'alma




Sou uma criatura antiga, provavelmente.
Guardo os que amo dentro da minha alma e por eles me torno gigante.
Não há jeito mais sincero de demonstrar que o cuidado com as pessoas queridas é o melhor apoio e que com ele dá pra construir uma fortaleza e permitir abertura para bênçãos maiores. É uma prece poderosa que não precisa de palavras.
É nessa  frequência que me movo, é nessa luz que me guio.
Espero, confio, agradeço.
(Uti)

Luz da semana



Os obstáculos que surgem não são para prejudicá-lo, eles vem apenas para se despedir de você. Deixe-os vir e ir mas não deixe que os obstáculos sentem-se com você como seus convidados. 
Agora faça esse esforço: deixe que os obstáculos simplesmente venham e vão embora. Se você permitir que eles sejam seus convidados de novo e de novo, então isso tornar-se um hábito. Eles se sentiriam em casa com você. 
Portanto, deixe-os vir e deixe-os ir. Não tenha misericórdia deles.
(Brahma Kumaris)