terça-feira, 28 de abril de 2015

Pensamentos daqui e dali

Você tem o poder de se ferir ou de se beneficiar.
Se você não decide ser feliz, ninguém poderá fazê-lo feliz. 
Não culpe Deus por isto! 
E se decide ser feliz, ninguém poderá fazê-lo infeliz. 
Somos nós que fazemos da vida o que ela é.

(Paramahansa Yogananda)

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Luz da semana



Siga placidamente em meio ao barulho e à pressa e lembre-se da paz que se encontra no silêncio. Tanto quanto possível, sem se humilhar, viva bem com todas as pessoas. Fale sua verdade, clara e mansamente. E escute os outros, mesmos os estúpidos e ignorantes; eles também têm uma história para contar.
Evite as pessoas escandalosas e agressivas; elas afligem o espírito. Se você se comparar com outros, pode se tornar vaidoso ou amargo, pois sempre haverá pessoas superiores e inferiores a você.
Viva intensamente seus ideais e o que você já conseguiu realizar.
Mantenha-se interessado em sua carreira, por mais humilde que seja; ela é um verdadeiro tesouro na contínua mudança dos tempos. Tenha cautela em seus negócios, pois o mundo é cheio de armadilhas. Mas não deixe que isso venha a cegá-lo para a presença da virtude; muitas pessoas lutam por grandes ideais, e em todos os lugares a vida é cheia de heroísmo.

Seja você mesmo. Sobretudo não finja afeição. Nem seja cínico quanto ao amor; pois, diante de toda a aridez e de todo o desencanto, ele é tão perene quanto a relva. Aceite delicadamente o conselho dos anos, renunciando graciosamente às coisas da juventude. Cultive a força do espírito para proteger-se em caso de um inesperado infortúnio. Mas não se desgaste com temores imaginários. Muitos medos nascem da fadiga e da solidão.
Ao lado de uma disciplina saudável, seja gentil consigo mesmo.
Você é filho do universo, assim como as árvores e as estrelas; você tem o direito a estar aqui. E, quer você entenda, quer não, o universo está se desenrolando como deveria. 

Portanto, fique em paz com Deus, seja qual for a forma como você o concebe. 
E, quaisquer que sejam seus trabalhos e aspirações, na confusão ruidosa da vida, mantenha a paz em sua alma. A despeito de todas as fraudes, enganações e sonhos perdidos, este ainda é um mundo belo. 
Seja alegre. Esforce-se para ser feliz
(Osho – Reflexões sobre Desiderata)

domingo, 26 de abril de 2015

Palavras

Há quem leve a vida inteira a ler, sem nunca ter conseguido ir mais além da leitura, ficam pegados à página, não percebem que as palavras são apenas pedras postas a atravessar a corrente de um rio, se estão ali é para que possamos chegar à outra margem.
(José Saramago)

Para aquecer o coração

sábado, 25 de abril de 2015

Pensamentos daqui e dali

Trinta raios convergentes unem-se formando uma roda. Mas é o vazio entre os raios que facultam o seu movimento. 
Modelai o barro para fazer um jarro. O oleiro faz um vaso, manipulando a argila. Mas é o oco do vaso que lhe dá utilidade.
Recortai no espaço vazio das paredes, portas e janelas, a fim de que um quarto possa ser usado. Paredes são massas com portas e janelas, mas somente os vazios entre as massas lhes dá utilidade. 

Desta forma o ser produz o útil, mas é o ‘não-ser’ que o torna eficaz.

(Tao Te King-A Virtude do Vazio)

Porque hoje é sábado

O ser humano é uma casa de hóspedes.
Toda manhã uma nova chegada.
A alegria, a depressão, a falta de sentido, como visitantes inesperados.
Receba e entretenha a todos, mesmo que seja uma multidão de dores
que violentamente varre sua casa e tira seus móveis.
Ainda assim trate seus hóspedes honradamente.
Eles podem estar te limpando para um novo prazer.
O pensamento escuro, a vergonha, a malícia, encontre-os à porta rindo.
Agradeça a quem vem, porque cada um foi enviado como um guardião do além. 

(Rumi)


sexta-feira, 24 de abril de 2015

Pensamentos daqui e dali



O rio passa ao lado de uma árvore, cumprimenta-a, alimenta-a, dá-lhe água... e vai em frente, dançando. Ele não se prende à árvore. (...) 
O vento chega, dança ao redor da árvore e segue em frente. E a árvore empresta o seu perfume ao vento.
Isso é relação. 
Se a humanidade crescesse, amadurecesse, essa seria a maneira de amar: as pessoas se conhecendo, compartilhando, seguindo em frente, sem possessividade, sem dominação. 
Do contrário, o amor se torna um jogo de poder.
(Osho)