sábado, 30 de dezembro de 2017

Porque hoje é sábado



Sentia que o relógio chamava para o seu tempo,

Que era o tempo de todos aqueles fantasmas,

O tempo da vida que passou…

Tenho saudades dele.

Por sua tranquila honestidade,

Repetindo sempre, incansável, "tempus fugit".

Ainda comprarei um outro que diga a mesma coisa.

Relógio que não se pareça com este meu, no meu pulso,

Que marca a hora sem dizer nada,

Que não tem histórias para contar.

Meu relógio só me diz uma coisa:

O quanto eu devo correr para não me atrasar…

Mas o relógio não desiste.

Continuará a nos chamar à sabedoria: "tempus fugit…"

Quem sabe que o tempo está fugindo descobre, subitamente,

a beleza única do momento que nunca mais será…

(Rubem Alves)

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Entre aspas



Feche algumas portas.
Não por orgulho ou arrogância,
mas porque já não levam a lugar nenhum.
(Paulo Coelho)

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Contando um conto



Diz uma parábola judaica que certo dia a mentira e a verdade se encontraram.
A mentira disse para a verdade:
Bom dia, dona Verdade.
E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:
Bom dia, dona mentira.
Está muito calor hoje, disse a mentira.
E a verdade vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.
A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:
Venha dona Verdade, a água está uma delícia.
E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.
A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.
E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Coisas d'alma




A única coisa que importa é colocar em prática,
com sinceridade e seriedade, aquilo em que se acredita.
(Dalai Lama)

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Palavras





Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.
(Clarice Lispector)

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Pensamentos daqui e dali



A mente me diz:
não há nada além deste mundo físico.

Mas o coração me responde:
há sim, e eu tenho estado lá
em muitas manhãs, tardinhas
e noites enluaradas...

(Rumi)

Luz da semana



Que o espírito de Natal que você está sentindo hoje continue, quando o dia terminar; que ele esteja com você todas as noites, quando você meditar. E então, no silêncio da sua própria mente, quando você afastar todos os pensamentos inquietos, a Consciência Crística virá. 
Se todos nós seguirmos o espírito de Jesus, seguramente experimentaremos a cada dia a sua presença dentro de nós.
(Paramahansa Yogananda)

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Contando um conto



Relampejou no céu, no exato momento em que a mulher para ele levantou seu olhar. Com o relampejar o céu se abriu, deixando que dele escapasse uma estrela!
A mulher observou que de dentro daquela estrela outra saiu e dentro desta saiu outra, assim sucessivamente até que no céu se enfileirassem sete estrelas.
Elas simbolizavam tantas coisas: Lembrou que a estrela da manhã era símbolo do princípio da vida.
Então a estrela maior, a primeira, aquela que escapara pela fresta do céu falou assim:
Não te confundas querendo saber o que dizem as estrelas. As estrelas falam a cada um o que ele quer escutar. Agora neste momento apenas, deseja ser realizado o teu sonho maior!
Entrega-os aos céus, entrega à luz das estrelas. Pois esta luz poderá ser canal de conduto, aquele ponto capacitado para realizar o teu sonho.
Ainda assim este sonho só será concretizado se nele estiver contido o orvalho da manhã a lágrima da emoção e a semente do amor.
Então a mulher fechou os olhos e fez seu pedido na certeza de sua concretização. Pois nele estava a semente do amor, da esperança e da paz que ela pedira para germinar entre os povos.
Em seguida, uma estrela muito especial, surgida no Oriente, iluminou o nascimento de um menino, filho daquela mulher que um dia disse o sim. 
E a terra encheu-se de glória! Pois com Ele veio a Luz da Esperança, do Amor e da Paz, para iluminar o coração da humanidade.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Coisas d'alma



Um anjo vem todas as noites: senta-se ao pé de mim, e passa sobre meu coração a asa mansa,
como se fosse meu melhor amigo.
Esse fantasma que chega e me abraça (asas cobrindo a ferida do flanco) é todo o amor que resta entre ti e mim, e está comigo.
(Lya Luft)

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Palavras



Quando a alegria tem um motivo, ela não vai durar muito tempo. 
Quando a alegria é sem razão, ela vai estar aí para sempre.
(Osho)

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Luz da semana



Teus filhos não são teus filhos
São filhos e filhas da vida, anelando por si própria
Vem através de ti, mas não de ti e embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes amor mas não teus pensamentos pois que eles tem seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas pois que suas almas residem na casa do amanhã, que não podes visitar se quer em sonhos.
Podes esforçar-te por te parecer com eles, mas não procureis fazei-los semelhante a ti, pois a vida não recua, não se retarda no ontem.
Tu és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados...
Que a tua inclinação na mão do arqueiro seja para alegria.


(Gibran)



sábado, 16 de dezembro de 2017

Porque hoje é sábado



Quando um peixe nada no oceano,
não há limites para a água,
não importa quão longe ele nade.
Quando um pássaro voa no céu,
não há limites para o ar,
não importa quão longe ele voe.
Contudo, nem peixe ou pássaro
jamais deixou seus elementos
desde o início.
Quando a necessidade é grande,
é suprida largamente.
Quando a necessidade é pequena,
é suprida de modo menor.
Dessa forma,
nenhuma criatura jamais torna-se limitada
de sua própria plenitude.
Onde quer que fique,
não falha em cobrir o terreno.
Se um pássaro abandona o ar,
morrerá imediatamente.
Se um peixe abandona a água,
morrerá imediatamente.
Saiba, então,
que água é vida.
Saiba que ar é vida.
Vida é o pássaro e vida é o peixe.
(Eihei Dogen Zenji)

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Entre aspas







Torne -se comum e você será extraordinário; tente se tornar extraordinário e você continuará sendo comum.
(Osho)

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Contando um conto



Disseram-me que você é sábio… 
Por favor, diga-me que coisas pode fazer um sábio que não estão ao alcance das demais pessoas.
O ancião lhe contestou: Quando como, simplesmente como; durmo quando estou dormindo, e quando falo com você, só falo com você.
Mas isso também posso fazer e não por isso sou sábio, contestou-lhe o homem, surpreso.
Eu não acho assim, replicou-lhe o ancião. Pois quando você dorme, lembra-se dos problemas que teve durante o dia ou imagina o que você pode ter ao se levantar. Quando você come, está planejando o que vai fazer mais tarde. E enquanto fala comigo pensa em que vai me perguntar ou como vai me responder, antes que eu termine de falar.
O segredo é estar consciente do que fazemos no momento presente e assim desfrutar cada instante do milagre da vida.

(Anthony de Mello)


quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Coisas d'alma



Caminhando, eu ouço um caminho mais profundo. De repente percebo meus ancestrais.
Disseram-me: Observe e ouça. Você é o resultado do amor de muitos.
(Linda Hogan)

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Palavras



Quando o vento esparrama uma nuvem, não dá mais pra ser refeita.
Então o céu se enfeita de azul e se prepara para novas formas.
(Uti)

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Luz da semana



Nada existe por si só. Todos nós pertencemos uns aos outros; não podemos cortar a realidade em pedaços.
Minha felicidade é a sua felicidade; meu sofrimento é seu sofrimento.
Nós nos curamos e nos transformamos juntos.
(Thich Nhat Hanh)

sábado, 9 de dezembro de 2017

Porque hoje é sábado



Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.

Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.

Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela,
isto é, estar por ela ou ser por ela.

Por isso melhor se guarda o voo de um pássaro
Do que um pássaro sem voos.

Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.
(Antonio Cicero)

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Entre aspas





A felicidade existe.
Não fora de nós, onde em geral a procuramos;
mas dentro de nós, onde raras vezes a encontramos.
(Huberto Rohden)

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Contando um conto



O mestre zen Chao-chou perguntou a um monge recém-chegado a seu mosteiro:
Já esteve aqui antes?
Sim, senhor, respondeu o monge, já estive no verão passado.
Ah! Então entre e tome uma xícara de chá disse o mestre, feliz.
Num outro dia, apareceu um novo recém-chegado. Chao-chou lhe perguntou:
Já esteve aqui antes?
Eu jamais estive aqui, mestre.
Ah! exclamou o sábio, feliz, então entre e tome uma xícara de chá.
Inju, o monge que administrava o templo, testemunhou ambos os eventos. Disse então para Chao-chou, intrigado:
Por que sempre faz o mesmo oferecimento de chá, qualquer que seja a resposta do monge?
O mestre subitamente gritou-lhe:
INJU!!
O outro assustou-se e disse, apreensivo:
Sim, mestre! O que houve?!
Chao-chou completou:
Entre e tome uma xícara de chá.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Pensamentos daqui e dali



Fazendo o que os outros me diziam, eu estava cego.
Vindo quando os outros me chamavam, eu estava perdido.
Então abandonei a todos, eu mesmo, inclusive.
Então encontrei a todos, eu mesmo, inclusive.
(Rumi)

Coisas d'alma



Quer ouvir Deus?
Entregue-se à beleza da música,  sem pensar em Deus.
Quer sentir o cheiro de Deus?
Respire fundo o cheiro do jasmim,  sem pensar em Deus.
(Rubem Alves)

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Palavras





O divino escreve mistérios espirituais em seu coração,
onde eles esperam silenciosamente por serem descobertos.
(Rumi)

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Luz da semana



A paz que tanto procuramos não está na previsibilidade e na constância, e sim no reconhecimento de que ambas existem: nada é previsível nem constante. E isso enlouquece a maioria das pessoas.
Quer dizer que não temos poder nenhum? Pois é, nenhum. É um choque. Mas o segredo está em acostumar-se com a ideia.
Só então é que se consegue relaxar e se divertir.
Ou seja, a pessoa de mente saudável é aquela que, sabedora da sua impotência contra as adversidades, não as camufla e sim as enfrenta, assume a dor que sente, sofre e se reconstrói, e assim ganha experiência para novos embates, sentindo-se protegida apenas pela consciência que tem de si mesma e do que a cerca o universo todo, incerto e mágico.
Acho que é isso. Espero que  seja isso, pois me parece perfeitamente curável, basta a coragem de se desarmar.
O sujeito com a mente confusa é um cara
assustado, que se algemou em suas próprias convicções e tenta, sem sucesso, se equilibrar em um pensamento único, sem se movimentar.
Já o sadio baila sobre o precipício.
 (Martha Medeiros)

sábado, 2 de dezembro de 2017

Pensamentos daqui e dali



Sou dos que acreditam que a felicidade é possível, que o amor é possível, que não existe só desencontro e traição, mas ternura, amizade, compaixão, ética e delicadeza.
 (Lya Luft)

Porque hoje é sábado



Aí...
Acordo hoje.
E você não é mais você!
Uau!
E agora?
Será que você era você
Ou você não é mais agora?
Você que construí
Você que eu quis
Você que eu amei
Você que eu tanto desejei
Cadê?
Existiu?
Você mudou?
Ou eu mudei?
Me apeguei, enraizei, abracei, me adonei, me apropriei, privatizei você!
Uuuiiiiiii que dor!
Logo eu que clamo pela liberdade
Eu...
Que
Não me quero propriedade de ninguém!
Uau!
Um vagão nos trilhos, repleto de passageiros, ou vazio, ou semi cheio, ligado ao trem pode ir a qualquer lugar, de seus trilhos, de seu traçado, de seu largo caminho, de duas linhas paralelas.
E voltar.
Nos mesmos trilhos.
E ainda assim seguir em frente, mesmo que o sentido seja para atrás,
Seja voltar.
Pois então, se você existiu ou não, não sei.
Se existe ou não, também não sei.
Que dói a dor de não mais lhe encontrar, dói.
Que o tempo cure
Que a água limpe
Que o fogo libere
Que a mãe terra sustente
Que o pai céu proteja.
Há muitos caminhos.
Há muito mais que a locomotiva.
A vida é possível para além.

Podemos ser sempre a cor,
O colorido
Na brancura do vagão
Na mesmice
Na monotonia da vida.

(Araci Labiak)

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Pensamentos daqui e dali




Ontem eu era esperto,
então eu quis mudar o mundo.
Hoje eu sou sábio,
então estou mudando a mim mesmo.
(Rumi)

Entre aspas



Antes de falar, deixe as suas palavras passarem por três portais. 
Diante do primeiro portal, pergunte-se: “É verdade?”
Diante do segundo portal, pergunte-se: ‘É necessário?” 
Diante do terceiro portal, pergunte-se: “É gentil?”
(Ditado Sufi)

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Contando um conto



E disse o Homem de Lata: Oh Mágico de Oz, posso lhe fazer um pedido?
Mágico de Oz: Claro Homem de Lata, o que há?
Homem de Lata: Poderia pegar o meu coração de volta?
Mágico de Oz: Mas Homem de Lata, esse não era o seu maior desejo? Ter um coração?
Homem de Lata: Mas dói, Mágico de Oz. Antes, podiam me magoar, machucar, mentir, iludir, eu nada sentia. As pessoas não mudaram sabe Mágico de Oz? Continuam magoando, machucando, mentindo, iludindo! E dói...
Mágico de Oz: Qual é o seu desejo agora?
Homem de Lata: Justamente o contrário... Nada sentir.

(O Mágico de Oz)

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Coisas d'alma



A sabedoria mostra que a vida não funciona ao acaso.
Ela ensina que tudo o que acontece neste teatro da vida tem um significado profundo.
A sabedoria também revela que a colheita de hoje é resultado do que foi semeado ontem. Quando existe o desejo de colher melhores frutos, qualquer ato é preenchido de positividade e beleza.
(Brahma Kumaris)